FMI destaca maior esforço da América Latina no combate à corrupção

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou, em artigo publicado hoje (28) em seu blog, que a América Latina vem priorizando cada vez mais a luta contra a corrupção. Para a instituição, a região foi pioneira em adotar uma convenção para combater a corrupção, no âmbito da Organização dos Estados Americanos.

Em relação especificamente ao Brasil, o artigo cita a “recente investida contra a corrupção” com a Operação Lava Jato. Para o FMI, a operação “é reflexo de um judiciário mais eficiente, promotores independentes e dotados com orçamento apropriado, além do apoio decisivo da mídia e sociedade”.

Segundo o órgão, vários países da região (como Argentina, Brasil, Chile, Equador, Guatemala, México, Paraguai e Peru) estão atualizando, ou em vias de atualizar, seus quadros legais e jurídicos. “Além disso, vários adotaram ou reforçaram protocolos como divulgar declaração de bens de administradores públicos — embora a cobertura e o acesso do público a essas informações variem de país para país”, diz o artigo. “Além disso, medidas vêm sendo tomadas para aumentar a transparência fiscal, inclusive com apoio direto do FMI”, acrescentou.

Comente esta matéria