Jaques Wagner e o elogio da pirataria

por Bernardo Mello Franco

O ex-ministro Jaques Wagner agora diz que seus relógios de grife seriam “réplicas” fabricadas na China.

Para se defender das suspeitas de corrupção, decidiu prestigiar a pirataria.

Cartão vermelho para ele.

Comente esta matéria