Na reta final da eleição, agora é que são elas

Há duas semanas da eleição, 51% das mulheres não têm candidato a presidente, ou 39,4 milhões. É quase o dobro do número de homens na mesma situação. Juntas, as indecisas e as que pretendem votar em branco ou anular o voto passam de 1/4 de todo o eleitorado. Mas quem são elas? Levantamento feito pelo Datafolha, a pedido do GLOBO, mostra que a maioria (54%) ganha até dois salários mínimos.

A incerteza nas urnas deve repercutir no último leilão de áreas do pré-sal do ano, que acontece na próxima sexta-feira. O medo de que as regras mudem, dependendo de quem for eleito, aumenta o interesse das petroleiras em garantir contratos já. A quinta rodada do pré-sal pode render R$ 180 bilhões em royalties, participações e tributos federais ao longo de 35 anos.

Para reativar investimentos, os cinco presidenciáveis mais bem colocados nas pesquisas já preveem reduzir o Imposto de Renda das empresas. As medidas para compensar a perda de arrecadação carecem de detalhes.

E fomos mais a fundo nas ideias econômicas das campanhas de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), os candidatos mais bem colocados nas pesquisas. Defensor de uma agenda ultraliberal, o economista Paulo Guedes ainda não tem aval de Bolsonaro para implantar suas propostas. Em segundo nas intenções de voto, Haddad é visto como ambíguo: acena ao mercado, mas defende uma política econômica considerada intervencionista.

Fonte: O GLOBO

Comente esta matéria