MP tenta tirar axé music das festas de são joão

O Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT-BA) ajuizou, ontem, na Segunda Vara do Trabalho de Salvador, uma ação cautelar pedindo a proibição de que “qualquer banda ou músico de axé music participe ou execute qualquer música” desse gênero durante o São João baiano.

O MPT quer que as festas sejam animadas exclusivamente pelo forró, assegurando mercado de trabalho para os músicos que tocam ritmos típicos do São João.

O primeiro alvo da ação é o Forró do Bosque, realizado em Cruz das Almas e que anuncia como grandes atrações o Chiclete com Banana, a Banda Eva e a Timbalada.

Segundo o procurador Manoel Jorge e Silva Neto, autor da ação, essa é apenas a primeira de muitas autuações.

“O Carnaval e os músicos que o representam como expressão da cultura brasileira têm seu momento e não devem atropelar as festas de São João, prejudicando autênticas manifestações juninas”, explica.

O MPT pede o cancelamento imediato dos shows e a divulgação disso até cinco dias antes do evento. Em caso de descumprimento, está prevista multa de R$ 2,5 milhões.

O principal organizador do Forró do Bosque, o empresário Antônio Ribeiro, conhecido como Dollar, disse estar surpreso, pois até ontem à noite não havia sido notificado, mas pretende acionar seus advogados para tomar providências legais e garantir sua festa – movida a axé music.
Fonte: ATARDE ON LINE

 

Comente esta matéria