PMDB baiano defende candidatura própria

_PMDB baiano realiza, no momento, uma reunião surpreendente ocupando dois andares do Hotel Othon, especialmente o seu auditório principal, totalmente lotado. Calcula-se a presença de 1.500 partidários, mas, o que chama atenção são os discursos dos oradores. Até o momento já se pronunciaram cerca de 20, entre prefeitos lideranças e o deputado Arthur Maia. Todos defendem uma candidatura própria da legenda ao governo baiano, por conseguinte um rompimento da aliança com o governo Wagner sem, no entanto, estabelecer o momento em que isso acontecerá. Os discursos são alguns de críticas à gestão do governo estadual, outros não, centrados apenas no aspecto político da candidatura do partido. Ainda estão inscritos cerca de 12 oradores. Depois do que, o ministro Geddel Vieira Lima, que preside o Encontro, o suspenderá e, provavelmente, o dará como encerrado para um almoço. O próximo encontro da legenda está marcado para o dia 30, em Jacobina, mas há quem defenda que já não é necessário, a julgar pela unânime manifestação em torno de uma candidatura própria. Assim, volta a esquentar, melhor, a ferver, a política estadual.

Fonte: Bahia noticias

 

Comente esta matéria